Devido à trégua política e ao aumento da bolsa de valores americana, as ações da bolsa subiram 1,7%

O principal índice do B3, o Ibovespa, fechou em alta de 1,70% na quinta-feira (25), a 95.983 pontos. A bolsa ignorou o aumento nos casos globais de Covid-19 e confirmou 45.000 novas infecções por coronavírus nos Estados Unidos ontem (24) em abril, principalmente no Texas, Flórida, Califórnia e Arizona.
Coloca mais pressão no desempenho do índice, que é do presidente Jair Bolsonaro e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) José Dias Toffoli Sinais de um cessar-fogo político. Em um evento na quinta-feira, Bolsonaro enfatizou em um discurso de reconciliação que o Brasil está passando por um momento de “entendimento e cooperação” entre as principais potências.
Em circunstâncias externas, a Comissão Federal de Depósito de Valores Mobiliários (FCC) dos EUA emitiu um comunicado dizendo que os bancos podem investir mais facilmente em fundos, e a bolsa de valores dos EUA subiu acentuadamente. Portanto, os investidores prestam muita atenção aos testes do Fed no Bank of America, JPMorgan Chase, Citigroup, Morgan Stanley e outros bancos. O aumento das ações dessas instituições financeiras também impulsionou o bom desempenho da Bolsa de Valores Americana. O Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram 1% para 1,2%.
Em todos esses eventos, o dólar reverteu seu ritmo ascendente, fechando 0,06% a 5.327 reais. No valor máximo do dia, a moeda dos Estados Unidos atingiu 5.372 reais.
Entre as ações com o maior volume de negociação do dia, os bancos lideraram o desempenho do dia. As ações Bradesco (BBDC4) e Itaú (ITUB4) subiram 2,40% e 1,20%, respectivamente.
Apesar de uma nova onda de infecções no Covid-19, os preços das ações da Petrobras (PETR4) e Vale (VALE3) também subiram 2,24% e 1,10%, respectivamente. Via Varejo (VVAR3) caiu 0,21% na quinta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *